Sweet Tooth as MELHORES curiosidades para você!

Recentemente a Netflix acertou a mão mais uma vez em um de seus novos lançamentos, uma série baseada em quadrinhos, Sweet Tooth. Tenho certeza que você já deve ter visto que ela está nas categorias do “em alta”, na plataforma de streaming da Netflix. O motivo é muito simples, a produção conta com atuações incríveis e uma história muito cativante, que envolve diversos fatores que conhecemos bem. 

O que muitos não sabem, é que a série apresenta muitas referências com a nossa realidade vivida mundialmente, em uma pandemia acometida por um vírus. Mas não foi baseada frente a esse movimento, pois ela já era conhecida pelos quadrinhos da DC, e claro no texto de hoje vamos falar das mais diversas curiosidades que você não sabia!

Uma série que conta com uma temática dramática seguindo uma linha mais infantilizada, com muita ação e drama envolvido. Uma história de amizade é construída ao longo da série, a tensão entre os episódios geram mais vontade ainda de continuar assistindo. A série contempla os espectadores com 8 episódios em sua primeira temporada, e já houve a confirmação de sua continuação!

O enredo da história envolve um vírus que saiu de um laboratório e ao mesmo tempo crianças híbridas meio animais e meio seres humanos. Um menino híbrido recebe as atenções do público ao viver em uma floresta, longe da loucura de uma sociedade que adoece junto a vírus. Sem spoilers por aqui, recomendamos muito você assistir a série imperdível! Mas por aqui, vamos de curiosidades que você não sabia sobre a série!

Os quadrinhos já são conhecidos pelos NERDS!

sweet-tooth-nerd.jpg

falamos por aqui sobre as inspirações dos quadrinhos, e uma delas estava sweet tooth, que tem sua história contada nos quadrinhos da DC. Portanto, o que temos hoje no em alta da Netflix é uma adaptação da trama escrita por Jeff Lemire, que estava à frente da sua época. Quando digo isso, quero dizer que antes mesmo de viver esse cenário de pandemia, já tínhamos uma história apocalíptica, onde um flagelo assombra a sociedade. 

As semelhanças entre a série e o quadrinho são admiráveis, onde a produção conseguiu ser bem fiel ao enredo original. Estamos falando de uma adaptação, claro que houve mudanças nas quais particularmente, não interferiu nada na qualidade da história apresentada. 

O jovem Gus, personagem principal de toda a trama, vive um drama de arrepiar, tanto nas telinhas quanto nos quadrinhos. A premissa segue sendo a mesma, o desenvolvimento acometido por ambos são bem feitos, e alguns detalhes seguem uma diferenciação. Os personagens se mantêm fiéis, e claro, a amizade ainda se mostra bem forte em ambos. 

Eu diria que, por se tratar de uma série com uma conotação mais infantilizada, conseguiram amenizar alguns aspectos macabros das revistinhas. Mas já vamos falar mais sobre isso! 

As revistinhas começaram a ser publicadas alguns anos atrás, para ser mais específico, no ano de 2009 que foram iniciadas as publicações. 

As revistinhas são um ASSOMBRO!

Primeiramente, vale ressaltar que a adaptação da Netflix obteve mudanças que mexeram um pouco nas características relacionadas a algumas cenas. As revistinhas em sua forma original apresentam um conteúdo com inspirações que são violentas em sua obra mais bruta. A versão original não aliviou o leitor hora nenhuma, propiciando pedradas em cada página lida, dando um teor mais aterrorizante para a trama. A estética adotada pela plataforma de streaming tem uma conotação mais leve, deixando tudo um pouco mais suave. O próprio personagem obteve essas doses de fofuras, com falas fofas e ambientes fofos, em outras palavras a série é fofa em vários momentos. 

O trajeto que a Netflix escolheu percorrer alcançou públicos de todas as idades, onde não consigo dizer o mesmo em relação aos quadrinhos. Portanto, é sempre bom colocar em contraposição às duas vertentes, pois a dinâmica em torno do público muda substancialmente. E claro, gostaria de destacar a atuação célebre do ator mirim de 11 anos, com as nuances certas em sua interpretação.

Segundo o autor das HQ’s, a inspiração para a escrita das revistinhas partiu de alguns modelos horripilantes, que tendem a ter uma pegada mais sombria. São elas as HQ’s do The Punisher e Scout: War Shaman, já dá para sentir como é Sweet Tooth nas revistinhas, não é mesmo?

Sweet-Tooth-nerd-stickers.png

O escritor de Sweet Tooth já é famoso nas HQ ‘s!

Quando eu digo que o autor de Sweet Tooth é famoso no mundo das Hq’s, eu não estou exagerando! Jeff Lemire, já executou diversos trabalhos em diversos universos diferentes de DC a Marvel, ele esteve presente em muitas editoras. Alguns trabalhos de Jeff são famosos, como por exemplo, os títulos: Liga da Justiça Sombria e Arqueiro Verde.

Lembra de Old Man Logan? Sim, os quadrinhos que inspiraram o filme Logan, com uma pegada mais séria em uma perspectiva diferente do Wolverine, pois bem, Jeff estava presente. Existem outros diversos títulos da Marvel em que o autor deixou sua marca registrada. Vale a pena conferir outros trabalhos dele!

O produtor é o Homem de Ferro?

Brincadeiras à parte, temos uma direção especializada e com um profissionalismo acima da média. O elenco obteve bons resultados em suas encenações, os papéis foram bem interpretados, mas o que poucos sabem é que Robert Downey JR. está na produção da série. Junto a sua esposa, o famoso Homem de Ferro nas telinhas do cinema, trabalharam na adaptação que gerou frutos incríveis. 

Em uma de suas entrevistas, Robert conta um pouco sobre o que motivou ambos a buscarem um trabalho em cima das HQ’s. E como já vimos, o resultado era justamente o que eles queriam, um entretenimento onde todos pudessem desfrutar e assistir juntos. A esposa do nosso querido Robert Downey Jr. é escritora, onde o mesmo afirma deixar nas mãos dela todo processo de modelagem dos personagens. 

Essa dinâmica de casal, posso afirmar que funcionou muito bem, a sutileza construída nos personagens se contrasta com os objetivos em que ambos traçaram. E claro, é uma curiosidade que não poderíamos deixar de fora, até porque não é todo dia que vemos o Homem de Ferro produzindo uma série. 

Sweet Tooth

O coronavírus e a Netflix!

Já me referi, nos tópicos anteriores, o quanto a arte se assemelha à realidade com sua temática de fim de mundo. Um flagelo que assola a humanidade, deixando as pessoas doentes e devastando a população. O que vale ressaltar é que, como já dito, as revistinhas começaram a  ser publicadas em 2009, e mesmo assim apresentam semelhanças assustadoras com a realidade em que vivemos hoje. 

As cenas dos episódios da primeira temporada lembram o nosso cotidiano, onde por vezes nos pegamos higienizando as mãos e usando máscaras, reclusos em casa.  As gravações da série iniciaram em 2019, onde o cenário de pandemia ainda era desconhecido por nós, meros espectadores. Ao acontecer todo esse movimento de pandemia no mundo inteiro, a Netflix interrompeu as gravações e se preocupou com as semelhanças com a realidade.

Houve uma preocupação diante o recebimento da série, onde o público poderia se fragilizar com todo o processo. E assim, foi esperado um pouco mais para efetuar o lançamento da série na plataforma de streaming, quase sendo um grande problema para a Netflix! 

Os gráficos são impecáveis!

A série conseguiu inovar em seu modelo gráfico de apresentação ao público, e digo que conseguiu fazer com sucesso. Me senti totalmente imerso do início ao fim, com todo o processo de drama me acometendo a assistir freneticamente aos episódios. Embora muitas séries façam uso do CGI para compor a sua tecnologia gráfica, aqui temos o uso de bonecos animatronics. Buscando a realidade, a produção da série afirma que este ponto foi buscado desde o ínicio, e claro foi crucial para a popularização da série. 

A tecnologia dos bonecos animatronics já nos é apresentada em outros momentos , trabalhos como o de Jim Henson serviu de inspiração para a série! Você pode perceber que não existe nenhum lag, nenhum atraso na imagem, sendo executada com excelência, oq ue vale pontuar!

Se caso você não tenha visto, e para você que já viu, um dos personagens chamado Bobby, nada mais é que um robô com uma tecnologia gráfica de ponta.  Os bebês que aparecem na série, também são bonecos e beiram a realidade de forma extraordinária. 

Sem spoilers!

As nossas curiosidades não contém spoilers justamente pensando em você, tenho certeza que você odiaria receber um e acabar com a experiência!  Se você já assistiu, lembre-se de compartilhar conosco sua opinião nos comentários! Um grande abraço Nerd e te espero no próximo texto!

5 1 vote
Avalie esse post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraríamos receber o seu comentário. =Dx
()
x