Veja as personagens femininas de games mais icônicas

De quantas personagens femininas de games você consegue se lembrar? Esse ambiente sempre foi mais masculino. Não por acaso, os personagens principais tendem a ser homens. Mas, aos poucos, tal realidade está mudando.

Ao perceber o interesse e maior participação de mulheres tanto na produção quanto como consumidoras, o mercado se reformula para atender o nem tão novo público. E não é de hoje que encontramos personagens femininas que fizeram história.

Vamos relembrar os melhores nomes e mostrar o girl power que sempre esteve presente nos jogos mais relevantes dos últimos tempos.

Lara Croft (Tomb Raider)

Em Tomb Raider, Lara Croft assumiu um dos primeiros papéis como protagonista solo de um jogo. Verdade seja dita: a decisão, no entanto, só foi tomada para que a história não ficasse tão próxima à de Indiana Jones. Mas ainda bem que foi assim, não é?

Sofisticada, sarcástica, bem treinada e extremamente letal, Lara é ótima como exploradora e arqueóloga. Seus jogos sempre envolvem viagens, cenários de tirar o fôlego — por vezes sombrios — e muitos puzzles.

Depois do filme, é difícil não associar Lara a suas duas pistolas, mas também são clássicas as escaladas e saltos perigosos.

Chun-Li (Street Fighter)

Quem disse que jogos de luta são masculinos? Chun-Li surgiu em Street Fighter II para desafiar essa regra, sendo a primeira lutadora feminina em um jogo de 1 contra 1. Seu nome, que significa beleza da primavera, pouco entrega sobre a capacidade de destruir os adversários com suas pernas.

Seus principais golpes envolvem chutes, como o Kyaku Hyakuretsu, em que você aperta os botões de chute para golpear rapidamente. Outro clássico é o Spinning Bird Kick, em que ela fica de cabeça para baixo e gira como uma hélice para acertar o adversário.

Apesar de bem-humorada e alegre, Chun-Li assume uma postura profissional quando o assunto envolve seu trabalho na Interpol… Ou uma bela luta.

Jill Valentine (Resident Evil)

Poderíamos tirar vários bons exemplos de personagens femininas de games icônicas de Resident Evil, mas preferimos ficar com Jill Valentine. Afinal, não foi por acaso que ela recebeu o apelido de “mestre das destrancas”.

Agente de Operações Especiais, ela é especialista em arrombamento de fechaduras, além de contar com boas habilidades no tiro e no desarmamento de bombas.

Nem é preciso dizer que seu temperamento é bem tranquilo. Parceira, Jill não deixa ninguém para trás e tem um forte senso de justiça.

Ellie (The Last of Us)

“The Last of Us 2” ainda nem estreou e já marcou história com o primeiro beijo lésbico na E3, maior feira de games do mundo. Com isso, Ellie dá um passo além na representatividade feminina em jogos, abrindo espaço também para o público LGBTQ+.

Ela cresceu praticamente em uma zona de quarentena, mas não demonstra medo frente ao perigo. A todo o momento, somos lembrados da sobrevivente que ela é. Porém, nesse segundo jogo, veremos também seu lado mais humano, passando de feliz e envergonhada a esperançosa e apaixonada.

O tema desse lançamento será “ódio” e acompanharemos Ellie em busca de vingança — embora o motivo ainda seja desconhecido.

Essas são só algumas das personagens femininas de games que merecem destaque. E a previsão é que essa lista aumente nos próximos anos. Afinal, o futuro é feminino.

E você, costumava jogar com alguma dessas mulheres que fizeram história? Então, compartilhe nosso texto e homenageie sua personagem favorita!