Justiceiro e Jessica Jones são canceladas pela Netflix

A internet ficou agitada quando foi confirmado que as séries da Marvel, O Justiceiro e Jessica Jones, seriam canceladas. Por outro lado, seus telespectadores não ficaram tão surpresos, visto que no ano passado a Netflix também tinha cancelado outras quatro séries em colaboração com a Marvel. Depois de ter cancelados as séries Demolidor, Punho de Ferro, Luke Cage e Daredevil no segundo semestre de 2018, os fãs não compreenderam bem o verdadeiro motivo da interrupção das séries O Justiceiro e Jessica Jones. 

De acordo com informações divulgadas pela Netflix a série O Justiceiro não terá mais continuidade, encerrando-se na segunda temporada, e a série Jessica Jones terminaria na terceira temporada. Além disso, afirmou que os seriados ficariam na Netiflix para os seus assinantes, mesmo que posteriormente a Disney venha transferir suas séries e filmes para o seu próprio serviço de streaming. 

Há especulações que isso seria um plano da Disney, no intuito de oferecer seu próprio serviço de streaming para competir com plataformas como Netflix. Todavia, que tomou a decisão de cancelar não foi nem a Marvel nem a Disney e sim a Netflix. Segundo a Netflix a diminuição da audiência associada aos altos custos de produção seria um dos principais motivos para descontinuidade da série. 

Jeph Loebe, vice-presidente executivo da Marvel, no que se refere aos cancelamentos respondeu aos seus fãs, através de uma carta, agradecendo a qualidade do elenco talentoso de atores, a ótima equipe de escritores, diretores, músicos e mostrou-se grato a todos os fãs que apreciavam os seriados. 

Apesar de existir boatos que a Disney , futuramente, daria continuidade a esses seriados, talvez isso não aconteça devido a proposta de conteúdo publicado pela Disney não ser destinado ao público maior de 18 anos. Nesse ponto, ficaria inviável já que essas séries que foram canceladas seriam para um público mais adulto. Logo, provavelmente, não terá conteúdo como esse, pelo menos é o que tudo indica. Além disso, comprometeria a proposta principal do seu serviço, a qual é oferecer diversão para toda família, ou seja, incluindo o público infantil. A opinião do crítico de TV Alan Sepinwall em que afirma que a Disney não tem uma pré-intenção nos programas da Netflix somada a opiniões de executivos da Disney que não querem oferecer esse tipo de programação no serviço de streaming corrobora ainda mais esse fato. 

No entanto, existe outra plataforma que em parte é da Disney em que essas séries poderiam continuar, conhecida como Hulu, que está disponível somente nos Estados Unidos e Japão. Portanto, caso essas séries continuem, uma das possibilidades da continuação da divulgação dessas séries seria pelo Hulu. Contudo não há nada muito claro ainda, são só conjecturas. Para saber o que realmente vai acontecer o público terá que esperar pelo menos dois anos, porque o contrato da Marvel relacionado a Netflix estabelece que caso ocorra o cancelamento de alguma das séries, os personagens não poderão aparecer em qualquer outra propriedade por pelo menos dois anos, com exceção da Netflix. Se terá continuidade ou não, só serão revelados depois do cumprimento do contrato.