Como fazer intercâmbio? Descubra como tirar esse sonho do papel!

Quem nunca assistiu a um filme ou série e ficou com vontade de viajar? Mas você sabe como fazer intercâmbio? Muita gente nutre esse sonho, mesmo sem ter ideia de como dar o primeiro passo para que ele se torne realidade.

Não tem segredo: um bom planejamento faz a diferença em todo o processo. Por isso, demos o pontapé inicial que vai ajudar com tudo o que você precisa considerar antes de carimbar o passaporte. Chega mais para ver nossas dicas de como fazer intercâmbio!

Defina bem o seu objetivo

Independentemente do que você procure, é bom ter lucidez na hora de definir seus objetivos com o intercâmbio. Afinal, é esse primeiro guia que vai ditar todas as suas escolhas posteriores, desde o destino da viagem até os parceiros contratados.

Imagine que você não domina tão bem o inglês e quer dar um up na carreira. Nesse caso, não faz muito sentido se inscrever em um curso da sua área nos Estados Unidos ou na Inglaterra, onde o conhecimento não vai ser absorvido. Uma possibilidade é reservar de um a dois meses para fazer um curso de idiomas e, depois, focar em temas complexos.

Pesquise possíveis destinos

Com o objetivo definido, fica mais fácil encontrar um possível destino. Você provavelmente já tem alguns países em mente, não é mesmo? O problema é que eles nem sempre cabem no orçamento — ou, às vezes, não condizem com o que você imagina. Nessas horas, dar aquele Google é essencial.

Antes de bater o martelo, pesquise tudo o que for relevante. Procure levantar, entre outras coisas:

  • os principais hábitos no país escolhido;
  • como é a culinária local;
  • os meios de transporte disponíveis;
  • se é ou não viável viver só com transporte público.

Mas não se limite às informações que estão na internet, beleza? Também vale a pena conversar com alguém que já conheceu aquele lugar e entender quais perrengues podem surgir no seu caminho (acredite, eles virão).

Nessa pesquisa, também pode ficar claro quais regiões da cidade reúnem mais estudantes e o que você vai conhecer no tempo livre. Uma dica para quem vai para a Europa é viajar para outros países durante os finais de semana.

Agora, veja bem: isso requer planejamento e reservas adiantadas. É que além de o preço subir em cima da hora, há grandes chances de você não encontrar passagens de trem ou hospedagem. O trecho Londres/Paris, por exemplo, é superconcorrido!

Encare os custos de frente

Falando em reservas adiantadas, a gente sabe que é chato, mas uma hora ou outra você vai precisar colocar todos esses custos no papel. Assim, fica mais claro também se determinado destino é viável para o seu bolso.

Abra a famosa planilha de Excel e detalhe todos os possíveis gastos, mesmo que a alimentação e o transporte sejam com uma média aproximada para o dia. Aliás, outra dica valiosa: não tente trapacear arredondando para baixo, porque esse truque pode trazer consequências cruéis no futuro.

Nessa planilha, contemple ainda o seguro viagem exigido por alguns países e aquela reserva marota para eventuais farras ou compras. Action figures, por exemplo, são bem mais baratos lá fora!

Trabalhe com datas

Fez a planilha? À primeira vista, o gasto assusta mesmo, mas pense no intercâmbio como um investimento em seu futuro. Com esse valor total em mente, é mais simples delimitar prazos.

Primeiramente, faça uma estimativa de quanto tempo vai levar até conseguir juntar boa parte desse dinheiro. Até lá, você pode deixar a quantia rendendo em um investimento ou mesmo na poupança, se forem poucos meses.

O segundo ponto diz respeito a quanto tempo você vai passar no intercâmbio. Cursos livres relacionados à sua área de atuação tem uma duração certa, já os de idioma, não. Então, fica a seu critério passar um mês para afinar o vocabulário, ou três para sair fluente.

Se preferir, existe a opção de recorrer a empresas especializadas, que ainda agem como intermediárias com as instituições de ensino. Mas, colocando essas dicas em prática, você terá meio caminho andado.

Agora que você sabe como fazer intercâmbio, que tal escolher uma série para maratonar na viagem? Confira 4 opções para quem curte tecnologia!