5 Filmes do Studio Ghibli que você precisa assistir!

 A animação japonesa muitas vezes já foi subestimada por muitos, combinando inúmeros elementos de anime, já tivemos resultados incríveis nos cinemas. Vários estúdios já produziram muitos filmes de qualidade seguindo a modalidade de animação, mantendo características que levaram prêmios e bateram de frente com grandes produtoras. A possibilidade dentro de um universo animado são infinitas, trabalhar com o emocional junto a aspectos sonoros e visuais, são o prato cheio para uma obra cativar muitos fãs.

Juntamente com as franquias de anime, também comecei a assistir filmes de animação japonesa, e comecei vendo alguns produzidos pelo Studio Ghibli. Colecionando indicações ao Oscar e os mais diversificados prêmios, esse estúdio é referência em animações japonesas. Após fazer uma breve análise dos filmes, a compreensão de que o Studio Ghibli domina o mercado de animações, liderando indicações e apresentando conteúdos com sua marca e essência reconhecidos mundialmente.

Raramente conheço alguém que não conheça A viagem de Chihiro, às vezes não assistiu, mas de alguma forma já viu a personagem! Temos espalhados diversas produtoras, mas para começar a assistir, vamos direto conhecer o Studio Ghibli, ganhador do Oscar! Separei uma lista com os melhores filmes, todos disponíveis no catálogo da Netflix: 

A viagem de Chihiro (2001) 

Antes de mais nada, já vamos começar com o ganhador do Oscar de 2002, o Studio Ghibli, representado muito bem com esse filme! Elevando ainda mais a fama da produtora cinematográfica, os diversos prêmios conquistados em festivais espalhados pelo mundo são resultado de um trabalho bem feito!

Além disso, os efeitos sonoros combinam com a trama, agregando mais sentimento para cada segundo assistido.  Primeiramente, ao escolher ver esse filme, podemos seguir assisti-lo por diversas óticas, muitas nos levam para uma explosão de sentimentos e pensamento. Me arrisco a dizer que, embora o sentimento do filme seja único, consigo fazer alusão a um filme muito conhecido, Alice no País das Maravilhas. Em comparação, os dois enredos se enquadram em uma perspectiva, trabalhando muito o lúdico e nos trazendo direto para momentos de reflexão. 

Uma menina chamada Chihiro, se depara com o mundo dos espíritos, onde já não pode somar com a participação decisiva de seus pais. Aprendendo a se virar em uma situação totalmente adversa , jamais vivida. Uma personagem com uma trajetória genuína, uma construção perfeita, e um protagonismo que nos cativa em todos os pontos. As pautas levantadas nesse filme, nos fazem sair da zona de conforto e entender o simples de uma forma diversificada e cheia de segmentos.  

Como resultado desse trabalho maravilhoso, vieram os vários prêmios, o mais relevante, não preciso nem dizer ter sido o Oscar de 2022 como melhor animação! Da mesma forma também se destacou com seu Urso de Ouro, o diretor Hayao Miyazaki é digno de menção honrosa. Disponível no catálogo da Netflix, recomendo não perder mais tempo, caso não conheça!

Meu amigo Totoro 

Embora temos diversos filmes com prêmios significativos, eu não consigo abrir mão de deixar Meu amigo Totoro de fora do meu top list. Ao contrário de outros filmes lançados na década de 80, Meu amigo Totoro envelhece bem, se tornando pertinente até hoje com suas pautas bem retratadas. Similarmente a outros títulos do diretor Miyazaki, a condução de um enredo rico em reflexões, é natural a visão pesada nas sublinhas que se adequam a métodos mais suaves de abordagem . 

O retrato da relação de duas irmãs com espíritos, faz uma abordagem linda em seus elementos de desenvolvimento. Raramente nos deparamos com um movimento otimista igual o filme consegue refletir, e tamanha é a sensação transmitida após o término do filme. Então, o lúdico é bem disposto pelas crianças do filme, uma animação com espíritos encantados, mostra bem a valiosidade da inocência das crianças às dificuldades da sociedade. Como resultado, a obra vem seguido de uma moção de todos os públicos, atingindo não só  minha geração, mas diversas outras que tiveram contato com a obra. 

Frequentemente eu assisto a obras que envolvam a natureza em sua temática principal, com vários reportes. Entretanto, não esperava encontrar tanta mágica e amor à natureza, igual encontrei no filme. Um filme que envelheceu bem, e também disponível em alguns serviços de streaming, mais uma recomendação!

filmes-Ghibli-nerd-stickers
Imagem: Netflix – Meu Amigo Totoro | Netflix

Princesa Mononoke (1997)

Ocasionalmente, os fãs consideram a animação uma das maiores obras-de-arte de todas, mostrando a genialidade de Miyazaki. Nesse ínterim, não consigo ficar sem citar o quão pertinente sua obra abre ainda mais a oportunidade de discussão de pautas essenciais para a sociedade. Por vezes, é visto no filme temas como o egoísmo e a industrialização que nos perseguem diante alguns cenários tristes.

 Apenas enaltecer a conexão servida pela animação de Miyazaki, com um desenvolvimento apurado entre animais, natureza e Deuses míticos.  Por analogia, mais uma vez, conseguimos fazer conexões com alguns filmes animados famosos no Ocidente. A mesma premissa que é vista em Mogli: O menino Lobo, também é vista em Mononoke. Tal qual, mostra sua força e vontade de defender a natureza da destruição, seja como for, a força do bem é bem representada pelo protagonismo diferenciado da princesa Mononoke.

Sua produção, para a década de 80, demandou de muitos recursos que prosperaram  muito bem. Como fruto de todo o projeto bem executado nos cinemas, as premiações apareceram, que por sinal não foram poucas.  A animação do Studio Ghibli arrecadou uma bolada, cerca de 151 milhões de dólares, um sucesso e tanto. 

Imagem: Netflix – Princesa Mononoke (1997)

Vidas ao Vento (2013)

Um filme gigantesco, não me refiro ao seu tempo de duração, mas enquanto uma produção espetacular que trabalha todos os detalhes construtivos em uma sociedade. A sensação que o filme passa logo de cara, nos dá uma certa esperança no desenvolvimento dele.

Entretanto ao envolver o espectador com um personagem cativante, e sua trajetória na envolvente na engenharia, o plot twist do próprio personagem nos afeta emocionalmente. Um engenheiro apaixonado por invenções, e sonha em fazer história com as mais diversas criações que estiverem ao seu alcance, mais especificamente com aviões. O jovem engenheiro então começa sua jornada nos ares, construindo aviões com as mais diversificadas características. 

Além de todos os meus elogios que o filme me faz proferir, o carinho é enorme por uma trama que se desenvolve de maneira lenta. A calmaria por trás de todo o processo, ao passo que apresenta uma história de guerra em suas sub linhas, é ótimo e diferente de muita coisa por aí. O público alvo do filme, a princípio é o japonês por contar uma história de guerra que faz parte de seus livros. Mesmo assim, o filme se torna para todos, visto em uma ótica global em tempos onde o acesso e a globalização tem  um formato unificador. 

O espírito oriental é muito forte dentro dessa animação, a essência trás uma cultura nova a se refletir. Com cenas muito bem ilustradas e uma história boa, o título se encontra no catálogo da Netflix, com uma capa de relevância muito boa. Fica aqui minha recomendação!

filmes-Studio-Ghibli
Imagem: Netflix – Vidas ao Vento (2013)

As memórias de Marnie (2014)

Constantemente, vemos nos cinemas a evolução em imagens, a qualidade aumentando e disponibilizando mais recursos para a melhora da experiência do espectador. Um caso recente de um longa de animação de sucesso do Studio Ghibli é o título As memórias de Marnie. Nesse sentido conseguimos sentir a essência da produtora, e claro que ao assistir entendemos sua indicação ao Oscar de melhor animação.

O enredo se torna atrativo ao convidar para assistir a história de uma garota chamada Anna, com traços solitários em sua personalidade, causando bastante comoção. Além de solitária, a garota é enviada para ser tutorada pelos tios, o que é bastante pesado. Embora a solidão seja bem marcada no filme, Anna conhece Marnie, e o curioso é que essa sua amizade parece ser fruto de uma imaginação, Marnie sendo a uma criação. 

O desfecho agrada imediatamente ao me mostrar preocupado em obter as nuances certas frente a relação com a natureza. Dessa forma, as notas sensoriais entre as sub linhas interpretativas, nos deixam intrigados e fascinados. As tonalidades de cores escolhidas foram compostas em um cenário atribuído por sua melancolia, com uma trilha sonora bem produzida.

Afinal, o filme com todo seu desenvolvimento, nem nos deixa lembrar que segue tendências japonesas, transportando para qualquer lugar do mundo. O filme é acessível por estar em um catálogo de um serviço de streaming como o da Netflix, então vale a pena conferir. Eu assisti recentemente e digo que fiquei bastante encantado com toda a dinâmica. Assistam!

Studio-Ghibli
Imagem: Netflix – As memórias de Marnie (2014)

Animações que merecem nossa atenção…

Existem diversos trabalhos que merecem nossa atenção, são feitos com cuidado e uma produção muito bem avaliada. O mundo da animação é um universo com infinitas possibilidades, afinal a criatividade não tem limite. Acima de tudo, o Studio Ghibli mantém todos fãs de anime bem servidos de filmes, com uma qualidade absurda!

Enfim, caso tenha visto algum filme dessa produtora incrível deixe aqui nos comentários! É sempre um prazer estar aqui com vocês, um grande abraço otaku e te espero no próximo texto!

0 0 votes
Avalie esse post
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mari
Mari
1 mês atrás

Adorei o post! O meu favorito é O Serviço de Entregas da Kiki, tem na Netflix 🙂

1
0
Adoraríamos receber o seu comentário. =Dx
()
x